Na Política

Biblia Online

05/06/20 | 09:14h (BSB)

Goretti divulga dados sobre violência doméstica

Em sessão remota realizada na quinta-feira pela manhã, 4 , a deputada Goretti Reis (PSD), que é a procuradora da Procuradoria Especial da Mulher da Assembleia Legislativa de Sergipe, utilizou seu espaço de pronunciamento para destacar o aumento de violência doméstica contra a mulher.

 

A deputada explica que uma das consequências diretas dessa situação tem sido a diminuição das denúncias, uma vez que em função do isolamento muitas mulheres não têm saído de casa para fazê-la ou têm medo de realizá-la pela aproximação do parceiro durante esse período.

 

“A gente vê que no mês de abril e março de 2020, comparado ao ano de 2019, o feminicídio cresceu no país em 22,2%, ou seja, mais 143 mulheres perderam suas vidas só nesses meses. E, com a questão do isolamento por conta da pandemia, de acordo com estudo feito pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FBSP), diante de dados disponibilizados pelos Tribunais de Justiça de alguns estados analisados, o número de solicitações e concessões de medidas protetivas de urgência apresentaram queda de, respectivamente, 3,7% e 8,8% durante o mês de março, a exemplo do Acre, quando comparado ao mesmo período do ano passado”, divulgou a deputada, frisando ainda que o número de atendimentos de chamadas para o 190 (Disque Denúncias), com ocorrência de violência doméstica também cresceu.

 

Para a realização do levantamento dos dados de violência contra a mulher durante a pandemia, o FBSP utilizou coleta de dados dos estados de São Paulo, Acre, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Mato Grosso e Pará.

 

Nesse sentido, a parlamentar pediu agilidade para a votação de seus projetos em defesa dessas mulheres, a exemplo do que garante 3% das vagas de emprego, para mulheres com medidas protetivas. “Essas vagas devem ser ofertadas pelas empresas que prestam serviços ao estado”, enfatizou.

 

Manifestação

 

Ao concluir seu pronunciamento, a deputada também teceu comentários sobre manifestação feita por técnicos e auxiliares de enfermagem que trabalham no Hospital de Urgência de Sergipe (Huse), com o objetivo foi cobrar insalubridade do Governo do Estado. “Eles reivindicam esse benefício, são profissionais que estão sempre na linha de frente do atendimento hospitalar. Gostaria de saber a posição do governo, se já há algum estudo acerca do assunto”, questionou.

 

Finalizou sua fala externando os sentimentos dos Largartenses diante do falecimento de Dom Mário Rino Sivieri. Dom Mário era natural da Itália e estava em Sergipe desde os anos 60. Durante esse período, realizou atividades no município de Lagarto, onde fundou a Fazenda da Esperança, destinada à recuperação de dependentes químicos. O bispo atuou por 29 anos na Diocese de Propriá.

 

Da Ascom



05-08-2020
 

 

 

Resultados - Eleições 2016

 

Setransp

 

Setransp

 

Setransp

 

 

Parceiros
TPM

 

 

Fazer o Bem

 

Ciclo Urbano

 

Adjor

 

Sindjor

 

 

Twitter